domingo, fevereiro 03, 2008

Senhora e Menina.

MJA

Este meu horizonte,
Feito de sombras,
Consumido de iluminárias,
Alimentado de imaginação
E postergado de realidade,
Tudo parece ser.
Mas nada é.

À míngua de vislumbres,
De nadas que tudo são,
De tudos que nada serão,
Na penumbra da ausência
E ao arrepio da presença,
É tudo o que não é.

Este meu horizonte,
Gizado por cegos olhares,
Por surdos estares,
Invisíveis sorrisos
E cumplices torrentes,
É, afinal, Simpatia,
Senhora e Menina!!!

3 comentários:

Raiz de Carla disse...

Lindo!

Claudia Perotti disse...

Do texto escorre sentires imensos.
Da imagem, muita beleza!

Amei!

Beijinhosssss

Su disse...

este teu horizonte é lindo....não parecer nada ser....é...com certeza...

jocas maradas de palavras

seguidores